notícias_

Concursos 2019 - Analistas de Tribunais

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Um dos grandes destaques de concursos em 2019 serão os editais de Tribunais. Muitos já estão confirmados e outros estão previstos para os próximos meses.

Além da estabilidade e diversos benefícios, os salários que podem superar os R$ 20 mil mensais, como é o caso dos tribunais do Pará e Santa Catarina, são um grande atrativo das vagas. Por isso, se você almeja uma dessas vagas, listamos abaixo todos os editais e informações necessárias para se inscrever.

 

Tribunais Federais 

 

Supremo Tribunal Federal

Técnico e Analista

Níveis médio e superior

Total de vagas a definir

Salários até R$ 7 mil (Técnico) e até R$ 12 mil (Analista)

 Previsto

 

Tribunal Regional Federal dos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul – TRF 3ª Região  

Analista e Técnico 

Níveis médio e superior

Total de vagas a definir

Salário até R$ 15 mil

Previsto

 

 

Tribunais do Trabalho

 

Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santo – TRT 17ª Região

Técnico e Analista

Nível médio e superior

Total de vagas a definir

Salário até R$ 14 mil

Autorizado

 

Concursos Tribunais Eleitorais 

Tribunal Superior Eleitoral 

Analista e Técnico

Níveis médio e superior

Total de vagas a definir

Salário até R$ 12 mil

 

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Cargos ainda não definidos

Níveis médio e superior

Total de vagas a definir

Salário até R$ 12 mil

Autorizado

 

Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte

Analista e Técnico

Níveis médio e superior

Total de vagas a definir 

Salário até R$ 12 mil

Anunciado

 

Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso do Sul

Analista e Técnico

Níveis médio e superior

Total de vagas a definir 

Salário até R$ 12 mil

Comissão formada

 

Tribunal Regional Eleitoral do Ceará 

Analista; Técnico

Níveis médio e superior

Total de vagas a definir 

Salário até R$ 12 mil

Autorizado 

 

 

Dicas

Se você já definiu qual será o concurso que irá prestar, monte sua rota de estudos com enfoque nas matérias que serão foco da prova. Por exemplo, quem vai prestar TJ, precisa dar ênfase aos conteúdos de processo civil e processo penal. Se a opção é TRT, é preciso se dedicar ao processo do trabalho.

Por outro lado, caso você ainda não tenha um concurso em vista, não é por isso que você não pode começar a se preparar. Atente-se aos conteúdos básicos para todos os editais de tribunais e, assim que definir o que irá prestar, aprofunde os estudos nas matérias que serão mais pedidas.

Deixe seu comentário.